Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Bate-papo

Conversas ativas

Desconectado (1 online)

    Desconectado

    Você está desconectado do bate-papo. Conecte-se para entrar no bate-papo.

    Suspenso do bate-papo

    Registre-se para bater papo no Associação Internacional de Escritores e Artistas.

    Registre-se

    Últimas atividades

    Daniel Cordeiro Costa compartilhou o post do blog deles em Facebook
    19 minutos atrás
    Posts no blog por Daniel Cordeiro Costa
    20 minutos atrás
    Leônidas Grego commented on Leônidas Grego's status
    "Participe da antologia de contos de horror Leia de morrer,morra de medo email para informações leonidas.grego.desenhista@gmail.com Uma antologia que busca lançar novos talentos no mercado da literatura de horro"
    7 horas atrás
    Sylvia Regina Pellegrino curtiu a postagem no blog Participe da Antologia Tributo a Gabriel Garcia Marquez ( Lançamento em Cartagena- Colômbia em Março de 2017) de Izabelle Valladares
    9 horas atrás

    Membros

    Mensagens de blog

    POEMA DE OUSAR VIVER

    Postado por Daniel Cordeiro Costa em 25 setembro 2016 às 5:53 0 Comentários

    FÚRIA DE OUSAR VIVER
    Quem da fúria se abstiver,
    Não sentir a fúria de ousar,
    Fúria de ousar viver!
    Furioso, sofre por se recusar
    Como poderá sobreviver?
    Perante a fúria que deve usar,
    Fúria de amar e enternecer,
     Devemos sentir e fazer a vida soar
    Fúria de ousar viver
     Fazendo o espaço sideral troar,
    O espaço fazer envolver,
    De magia e o endeusar,
    De amor subscrever,
    Reter, adonisar e embelezar
    Fúria de ousar viver,
    Fúria de viver a entrosar,
    A humanidade absolver,
    Cada humano incensar,
    Com a nossa fúria de viver,
    Fúria de viver!
    Daniel Costa

    Participe da Antologia Tributo a Gabriel Garcia Marquez ( Lançamento em Cartagena- Colômbia em Março de 2017)

    Postado por Izabelle Valladares em 24 setembro 2016 às 17:00 0 Comentários

    Resultado de imagem para cartagena

    Seguindo as edições anteriores convidamos escritores, poetas e entusiastas, para a participação no novo projeto Literário da Literarte. 

    Trata-se da Antologia  que será lançada no Brasil e na Colômbia no Próximo ano, quando teremos o evento da Editora Mágico de Oz no Rio de Janeiro e em março lançaremos em evento Cultural em Cartagena, juntamente com a entrega do Prêmio aos destaques latino-americanos de Literatura.

    O Livro terá algumas páginas em Homenagem ao Escritor Colombiano Gabriel Garcia Marquez, e será uma edição Bilíngue. 

    A Literarte irá preparar uma grande Festa na Colômbia para receber brasileiros e artistas colombianos e todos os escritores serão convidados. 

    Resultado de imagem para cartagena

    Gabriel Garcia Marquez

    Quem é Gabriel Garcia Márquez

     Resultado de imagem para gabriel garcia marquez

    Gabriel Garcia Márquez foi um importante escritor de contos, novelista, jornalista e ativista político colombiano. Nasceu em 6 de marco de 1927, no município de Aracataca. Faleceu em 17 de abril de 2014, aos 87 anos, na Cidade do México.

     

    É considerado pela crítica literário mundial como sendo um dos mais importantes escritores do século XX. Em 1982, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura, pelo conjunto de sua obra. A obra mais popular de Garcia Márquez é "Cem anos de solidão", onde o autor mistura o épico com o realismo fantástico.





    Biografia de Gabriel Garcia Márquez (principais momentos e fatos de sua vida):





    - Filho de Luisa Santiaga Márquez e Gabriel Eligio García. Seu pai era farmacêutico.

     

    - Foi criado pelos seus avós maternos, pois os pais foram moram, em 1929, na cidade de Barranquilha.

     

    - Em 1947, então com 20 anos, foi estudar Ciências…

    Continuar

    RIO GRANDE DO NORTE

    Postado por Daniel Cordeiro Costa em 24 setembro 2016 às 12:36 0 Comentários

    RIO GRANDE DO NORTE
    Em virtude da localização geográfica, que forma um vértice, a nordeste da América do Sul, a que foi a capitania do Rio Grande do Norte é tido como uma das “esquinas” do Brasil e do continente. Esta posição acaba por lhe conferir grande projecção o Atlântico.
    A história local inicia-se a partir do território que é o Brasil de hoje, quando se deu uma onda de migrações para os Andes. Depois para o planalto da região Nordeste, até chegarem ao Rio Grande do Norte.
    Ao longo da sua história, o território foi sofrendo invasões de povos estrangeiros, sendo os principais franceses e holandeses.
    Em 1535, a então Capitania do Rio Grande do Norte, terá sido doada pelo Rei de Portugal, D. João III a João de Barros.
    No entanto, a historiografia do Rio Grande do Norte, começa muitos séculos antes da chegada dos portugueses.
    Inicialmente há 11.300 ou 9.000 anos, o território era habitado por animais. Algum tempo depois começou a ser povoado por caçadores.
    Alguns desses povos primitivos deixaram vestígios em sítios arqueológicos de Angicos e Mutamba, onde foram achados pormenores de arte rupestre em rochas e em paredes de cavernas, desde inscrições até pinturas.
    É discutido o significado, entre as várias teorias, a mais aceite é a que afirma que tais vestígios serviam como meio de comunicação e não como manifestações artísticas.
    Acredita-se que, antes da chegada dos portugueses, navegadores espanhóis, como Afonso de Ojeda e Diego de Lepe, teriam chegado a terras do Rio Grande do Norte.
    A primeira expedição, a chegar a terras do Rio Grande do Norte, que contava com a participação de Américo Vespúcio, deu-se em 10 de Maio de 1501 que, depois de onze semanas de viagem, aportou no Cabo de São Roque. Ali foi fixado o primeiro marco, de posse, colonial português no…
    Continuar

    RIO GRANDE DO NORTE

    Postado por Daniel Cordeiro Costa em 24 setembro 2016 às 12:35 0 Comentários

    RIO GRANDE DO NORTE
    Em virtude da localização geográfica, que forma um vértice, a nordeste da América do Sul, a que foi a capitania do Rio Grande do Norte é tido como uma das “esquinas” do Brasil e do continente. Esta posição acaba por lhe conferir grande projecção o Atlântico.
    A história local inicia-se a partir do território que é o Brasil de hoje, quando se deu uma onda de migrações para os Andes. Depois para o planalto da região Nordeste, até chegarem ao Rio Grande do Norte.
    Ao longo da sua história, o território foi sofrendo invasões de povos estrangeiros, sendo os principais franceses e holandeses.
    Em 1535, a então Capitania do Rio Grande do Norte, terá sido doada pelo Rei de Portugal, D. João III a João de Barros.
    No entanto, a historiografia do Rio Grande do Norte, começa muitos séculos antes da chegada dos portugueses.
    Inicialmente há 11.300 ou 9.000 anos, o território era habitado por animais. Algum tempo depois começou a ser povoado por caçadores.
    Alguns desses povos primitivos deixaram vestígios em sítios arqueológicos de Angicos e Mutamba, onde foram achados pormenores de arte rupestre em rochas e em paredes de cavernas, desde inscrições até pinturas.
    É discutido o significado, entre as várias teorias, a mais aceite é a que afirma que tais vestígios serviam como meio de comunicação e não como manifestações artísticas.
    Acredita-se que, antes da chegada dos portugueses, navegadores espanhóis, como Afonso de Ojeda e Diego de Lepe, teriam chegado a terras do Rio Grande do Norte.
    A primeira expedição, a chegar a terras do Rio Grande do Norte, que contava com a participação de Américo Vespúcio, deu-se em 10 de Maio de 1501 que, depois de onze semanas de viagem, aportou no Cabo de São Roque. Ali foi fixado o primeiro marco, de posse, colonial português no…
    Continuar

    O Homem: Existência e Mistério

    Postado por Diamantino Lourenço R. Bártolo em 23 setembro 2016 às 9:44 0 Comentários

    A existência humana, num planeta que se integra num universo ilimitado, na sua componente espiritual, continua sendo uma incógnita, quer enquanto vida vivida, num espaço finito e num tempo determinado, quer depois da morte biológica e consequente desaparecimento do corpo.

    O homem, aqui na sua abrangência relativa à humanidade, comportando igualmente e ao mesmo nível a mulher, continua sendo um mistério para si próprio, porque não tem, ainda, a capacidade de prever, controlar e resolver certas situações, designadamente no que se refere à sua constituição imaterial, inefável, quantitativa e qualitativamente indeterminada, embora tenha profundos conhecimentos no que respeita à sua própria constituição física.

    A indefinição, um certo vazio científico, para alguns; para outros, um verdadeiro mistério, quando se tenta analisar a origem, existência, fim e destino do espírito, ou da alma, ou da própria consciência, ou ainda de qualquer outra designação que se possa atribuir.

    Quando o homem se interroga, desde há milhares de anos: “Quem sou? De onde venho? E para onde vou? a frustração e a noção de incapacidade para responder àquelas, e a outras questões, conduzem a uma certa angústia e quanto mais procura investigar, aprofundar e tentar extrair conclusões, ele percebe quanto, nesta dimensão humana, é insignificante, na medida em que verifica a sua impotência para se esclarecer, sabendo, embora, que é um ser existencial.

    Não será necessário, neste aspeto, enveredar por uma metodologia cartesiana, da dúvida metódica, consubstanciada na máxima – Penso, logo existo (?)”.É nesta existência, porém, que o homem progride, que livre e relativamente se determina, para o bem e para o mal, no limite, determina-se pela indeterminação. Com efeito: «Existencialmente o homem faz-se ao determinar-se livremente, escolhendo na sua determinação individual a forma da sua própria essência; (…). Somos aquilo que escolhemos ser. Mesmo quando nos…

    Continuar

    PERDIDO EM SONHOS

    Postado por Angela Faria de Paula Lima em 22 setembro 2016 às 14:06 0 Comentários

    PERDIDO EM SONHOS

     

    Cheguei como chegaste em minha vida,

    Ansiosa depois de tão longa espera

    Tornaste minha vida em primavera

    E aceitei-te forte e decidida...

     

    Amei-te, muito, e não foi quimera...

    Guardei-te fundo... E dei-te guarida...

    Mas deixaste-me a alma desvalida...

    Pouco ao pouco se foi p'ra outra esfera…

     

    Voaste, em silêncio, em teu sonho

    Por mundos que nem mesmo pressuponho

    Até que silenciou meu coração

     

    Se hoje nós choramos nosso medo

    É que temos guardado, em segredo,

    Um grande amor perdido nos desvãos....

     

    22/09/2016

    Ângela Faria de Paula Lima

    Fórum

    Um Jovem crente na Balada

    Iniciado por WALDO SANTOS 16 Ago. 0 Respostas

                                                                                  Waldo SantosO jovem acordou estava muito empolgado era o grande dia, o dia da grande festa, mal conseguiu dormir a noite…Continuar

    Tags: Literatura/WaldoSantos/Jovens/, Gospel/

    Fragmentos

    Iniciado por WALDO SANTOS 26 Jan. 0 Respostas

    Fragmentos   (Waldo Santos)Me desfiz em mil pedaçosSoltos pela vida aforaDesatei os meus laçosDesprendi-me, fui embora.Cada passo, cada letra.Que compõem minha vidaSons de clarins, Clarinetas.A…Continuar

    Receita para leitura

    Iniciado por WALDO SANTOS 26 Jan. 0 Respostas

    Receita para leitura(Waldo Santos)Esteja em silêncioProcure em letras friasAquecê-las com sentimentoEntão leia atentamenteComo se as frasesAdentrassem o seu intimoComo o ar que respirasPausadamente,…Continuar

    LUNÁTICO

    Iniciado por Rikardo Barretto 25 Maio, 2015. 0 Respostas

     Hoje ela apareceu luniformeCom o mesmo fascínio de sempre...Ela que encanta os corações enamorados,Inspiram os poetas, os loucos,Os desvairados e boêmios,E embalam as serenatasDos perdidamente…Continuar

    Rede social de escritores,artistas plásticos e músicos, para associar-se a Literarte entrem no site www.grupoliterarte.com.br

     
     
     

    Badge

    Carregando...

    © 2016   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

    Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço