Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Bate-papo

Conversas ativas

Desconectado (1 online)

    Desconectado

    Você está desconectado do bate-papo. Conecte-se para entrar no bate-papo.

    Suspenso do bate-papo

    Registre-se para bater papo no Associação Internacional de Escritores e Artistas.

    Registre-se

    Últimas atividades

    JBAlves atualizaram seus perfis
    2 horas atrás
    Ícone do perfilJBAlves e Vivian entraram em Associação Internacional de Escritores e Artistas
    2 horas atrás
    Posts no blog por E, Cristina

    Desejo

    Desejo tanto a tua bocaCom sede ardenteDeste fogo que queima o interior... corpoNos deixa sem jeito...Sem jeito de pararComo loucos,Como loucos,Muito mais que amorMuito mais...E,C,M.MendonçaVer mais...
    18 horas atrás
    Delmar Domingos de Carvalho compartilhou o post do blog de Literarte em Twitter
    23 horas atrás

    Membros

    Mensagens de blog

    Desejo

    Postado por E, Cristina em 21 novembro 2014 às 18:58 0 Comentários

    Desejo tanto a tua boca
    Com sede ardente
    Deste fogo que queima o interior... corpo
    Nos deixa sem jeito...
    Sem jeito de parar
    Como loucos,
    Como loucos,
    Muito mais que amor
    Muito mais...

    E,C,M.Mendonça

    Terminam hoje as inscrições para a Antologia Noel Rosa e Convidados! Eu não vou ficar de fora...e você?

    Postado por Izabelle Valladares em 20 novembro 2014 às 16:00 1 Comentar

    Um dos maiores poetas e compositores contemporâneos do Brasil, estará sendo homenageado neste livro que segue a coletânea de GRANDES  Nomes da Língua Portuguesa da Editora Mágico de Oz. 

     O regulamento de Participação no Livro segue abaixo. 

    Regulamento%20Noel%20Rosa.pdf

    Pra Que Mentir?

    Noel Rosa

    Pra que mentir se tu ainda não tens

    Esse dom de saber iludir?

    Pra quê?! Pra que mentir

    Se não há necessidade de me trair?

    Pra que mentir, se tu ainda não tens

    A malícia de toda mulher?

    Pra que mentir

    se eu sei que gostas de outro

    Que te diz que não te quer?

    Pra que mentir

    Tanto assim

    Se tu sabes que eu sei

    Que tu não gostas de mim?!

    Se tu sabes que eu te quero

    Apesar de ser traído

    Pelo teu ódio sincero

    Ou por teu amor fingido?!

    Outros Titulos desta coleção: …

    Continuar

    NOTICIA DE MI NUEVO LIBRO

    Postado por Daniel de Cullá em 20 novembro 2014 às 7:13 0 Comentários

    Qui de primera

            Jo de segunda

            Te de tercera

            QUIJOTE

     

    Acaba de salir!

     

                Qui de primera, Jo de Segunda, Te de tercera, QUIJOTE, (ISBN: 9788416317004), es un libro de prosa y poesía generalmente simbólica, pero sentencioso y breve, de verdad comprobada, y expuesto a los tres grandes libros de nuestra literatura - El libro de Buen Amor, La Celestina y el Quijote. Al ser verdad comprobada, es natural que su principal fuente sea la experiencia plena de sentido y belleza, de lucha y de protesta. A veces es fábula y cuento popular. Las más de las veces, el propio verso es la realidad de la vida en su permanencia y generalidad amoldada a nuestras circunstancias.              Está editado por Vivelibro Editorial y, en cuanto a su difusión no podrás encontrarle en tu librería habitual o grandes superficies, tan sólo en Vivelibro online, en formado esebook o en papel, poniéndote en contacto con la Editorial, info@vivelibro.com. Si hubiera o hubiese algún problema, ponte en contacto conmigo. Este libro es fruto de sabiduría poética y del lenguaje. Un  organismo vivo que, como tal, nacerá en tus manos, crecerá, se reproducirá y morirá renaciendo. Por esta razón, te encantará.

     

    -DANIEL DE CULLA

    TOTÓ TAL

    Postado por Juarez Fragata dos Santos em 20 novembro 2014 às 6:19 0 Comentários

    A casinha do menino Adelmar até o telhado era feito de tabuinha, e tinha muitas goteiras. Nos dias de chuva ele andava dentro dela com uma panela na cabeça: tec..., tec..., tec..., tornava-se brincadeira. Nas paredes externas havia inúmeras latinhas, nas quais sua mãe plantava flores. Na primavera elas exibiam suas cores e perfume sem igual; tudo ao natural.

     

     Embora simples e pequena, para Adelmar ela era um luxuoso castelo. Seus melhores amigos eram Totó Tal, um cachorrinho que em certos momentos se julgava mais inteligente que gente, e Margarita, uma gata que sonhava conhecer a cidade grande. Poucos metros dali havia o laranjal, onde diariamente gorjeavam os sabias do peito roxo e do peito amarelo, num incansável duelo para saber quem cantava mais alto. Porém, o canarinho bem amarelinho não queria ver um sentindo-se inferior ao outro, pulava de galho em galho, e com seu gorjear encobria o dos sabias. Bravo eles ficavam, e meio desengonçados continuavam: Fui..., flua..., fui..., flua... E faziam tanta força que chegava causar dó, no entanto, o canarinho bem amarelinho inchava o peito, e seu gorjear encobria o gorjear dos sabias.

     

    Admirados os outros pássaros se calavam, e o trio canário e sabias ficavam horas a gorjear, e os demais frequentadores do laranjal a escutar. Isso sem falar no riacho, aonde habitava a cobra Ditosa, que não era venenosa, mas para Adelmar que costumava pescar justo onde morava Ditosa era como se fosse. Sabendo disso quando a cobra percebia a presença do garoto à beira do riacho, não demorava sair debaixo da pedra onde morava, lá no fundo, assustava o cardume de lambaris que felizes nadavam nas águas azuis e transparentes, colocava a cabeça fora d’água, e mostrava a linguinha, e escondia. Bem rapidinho: mostrava e escondia a linguinha, fazendo uma brincadeirinha. Porém Adelmar costumava sair correndo, com medo de Ditosa, que não era venenosa, mas para ele era como se fosse.

     

     Na verdade a…

    Continuar

    Alguém

    Postado por IGIDIO MADRID GARRA em 19 novembro 2014 às 20:00 0 Comentários

    Movem-se montanhas, abre-se o céu. 
    Enfurece-se o mar em ondas tamanhas, 
    pela força das palavras contidas neste papel. 
    A Deus suplico luz e humildade, se preciso perdão. 
    Pois transmitirei a verdade, juro que não em vão. 
    Para os de bem um escudo, a verdade. 
    Proteção contra vícios do mundo, morrem pela veracidade. 
    Do ser o qual perdeu o sentimento, é irrecuperável a calma. 
    Perdido por descontento, esse bem trancado na alma. 
    Pessoa insana, quem brinca com o amor. 
    A si e a outros engana, condenando-se a desconhecer essa força e louvor. . 
    O mais complexo idioma, seria incompleto. 
    Pois parece envolvida numa redoma, de contexto repleto. 
    As palavras do mundo, afirmo pelo que vi. 
    Permaneceriam apenas ao fundo, se tentassem descrever a ti. 
    Nunca percebestes como é linda, seu coração és tão nobre. 
    Com essência que não finda, vosso espírito não sabe o que é ser pobre. 
    Do ser humano, o aspecto mais lindo. 
    Completa os dias que passo lutando, presenteando-me, sorrindo.!!!

    Igidio...

    Fórum

    POEMA ANJO DE ETERNA LUZ

    Iniciado por Daniel Cordeiro Costa 9 Nov. 0 Respostas

    ANJO DE ETERNA LUZ  Eterna beleza de cruz,Cruz de pôr ao peitoAnjo de eterna luzAmor sem preconceitoBusto que me seduzParecendo Divino, perfeito,Por este mundo me conduzFormalmente rarefeitoAnjo da…Continuar

    Tags: poema

    PRÊMIO CLUBE DE AUTORES DE LITERATURA CONTEMPORÂNEA

    Iniciado por André Luiz Moura de Lima 13 Ago. 0 Respostas

    Bom Tarde! Me chamo André Lima, sou escritor, poeta e produtor cultural estou participando do concurso.Preciso de ajuda para votar em meu livro e capa. É só acessar o link abaixo clicando com o botão…Continuar

    Tags: http://premio.clubedeautores.com.br/web/site_premio/votar.php?id=148350

    Rede social de escritores,artistas plásticos e músicos, para associar-se a Literarte entrem no site www.grupoliterarte.com.br

     
     
     

    Badge

    Carregando...

    © 2014   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

    Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço