Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Bate-papo

Conversas ativas

Desconectado (1 online)

    Desconectado

    Você está desconectado do bate-papo. Conecte-se para entrar no bate-papo.

    Suspenso do bate-papo

    Registre-se para bater papo no Associação Internacional de Escritores e Artistas.

    Registre-se

    Últimas postagens no blog 

    Últimas atividades

    Raymundo Adães Motta comentou a foto de Raymundo Adães Motta
    Miniatura

    Image

    "Capa do próximo romance: SEVERIMO DE VEVÉ - O contador de causos"
    17 horas atrás
    Raymundo Adães Motta postou fotos
    17 horas atrás
    Raymundo Adães Motta postou fotos
    17 horas atrás
    Posts no blog por Raymundo Adães Motta

    SERENIDADE NA VELHICE

    Os jovens imaginam que os velhos são bobocas, os idosos têm certeza que os jovens os são. Tirei essa conclusão lendo um artigo em um   e-mail,onde um rapaz afronta um idoso com insinuações,dizendo viver num mundo evoluído: telefones celulares,televisão a cabo,internet, ilustres desconhecidos em décadas passadas,o velho apenas respondeu: “Ainda bem que o mundo atualmente está evoluído, outrossim, fomos nós os idosos de hoje que as inventamos”.Fico saudoso quando recordo do meu tempo de juventude…Ver mais...
    18 horas atrás

    Membros

    Mensagens de blog

    SERENIDADE NA VELHICE

    Postado por Raymundo Adães Motta em 29 julho 2015 às 10:01 0 Comentários

    Os jovens imaginam que os velhos são bobocas, os idosos têm certeza que os jovens os são. Tirei essa conclusão lendo um artigo em um   e-mail,onde um rapaz afronta um idoso com insinuações,dizendo viver num mundo evoluído: telefones celulares,televisão a cabo,internet, ilustres desconhecidos em décadas passadas,o velho apenas respondeu: “Ainda bem que o mundo atualmente está evoluído, outrossim, fomos nós os idosos de hoje que as inventamos”.

    Fico saudoso quando recordo do meu tempo de juventude das inúmeras tolices praticadas, me acabrunha, não de tê-las cometido, hoje, às quais cometê-las seriam realmente impraticáveis. A cada idade cabe uma conduta: os jovens andam e aprontam em grupos, os adultos em pares e os velhos preferem caminharem sozinhos, ou no máximo com sua companheira. Nos olhos dos jovens incendeia a chama do vigor, nos olhares dos velhos brilha a quietude e a luz da experiência, o inusitado jamais me sobressaltará.

    Aos dez anos vivi serenamente; aos vinte, fui apetecido pela conquista em busca do desejo prazeroso; aos trinta deparei-me com o amadurecimento, a razão; aos quarenta me senti plenamente criterioso, sem jamais deixar de alimentar a criança que existe dentro de mim. Outrossim, não penso e nem pretendo chegar até aos oitenta anos, porém muitas pessoas não chegam, porquanto, perdem muito tempo tentando ficar nos quarenta, o qual realmente, é o melhor período da nossa vida, devido estabilidade financeira e sensatez.

    O homem deve fazer de tudo para ser belo aos vinte; forte aos trinta; sensato aos quarenta e sábio aos cinquentas. Quando se passa dos sessenta, poucas são as coisas, às quais nos parecem absurdas, devido retornarmos a ter a serenidade do tempo de menino.

    Quando eu era jovem os idosos diziam: verás quando chegar aos…

    Continuar

    POEMA A JUSTIÇA NÃO SE AGRADECE

    Postado por Daniel Cordeiro Costa em 27 julho 2015 às 17:20 0 Comentários











    A JUSTIÇA NÃO SE AGRADECE


     


    A alma resplandece


    Quando sente justiça,


    A justiça não se agradece


    Ela deve ser aritmética


    Se bem entendida, engrandece…


    Continuar

    POEMA CALADO

    Postado por Beth Lucchesi em 26 julho 2015 às 21:19 0 Comentários

    POEMA CALADO

     O poema que não escrevi

    Guardo no peito a sete chaves…

    Continuar

    1º Lugar de um CONCURSO INTERNACIONAL (IX Concurso Literário Poesiarte).

    Postado por Dina Garcia em 26 julho 2015 às 19:52 1 Comentar

     Estou muito feliz com a notícia, o livro de poesias do qual fiz as ilustrações do escritor Journey Pereira dos Santos de Alagoinhas - Ba, ganha com um poema (Da Essência do Além-mar) do nosso livro Egún, faturou o 1º Lugar de um CONCURSO INTERNACIONAL (IX Concurso Literário Poesiarte)... Segue abaixo o link para maiores informações sobre o referido prêmio:
    http://concursopoesiarte.blogspot.com.br/…/resultado-final-…
    POEMA
    Da Essência do Além-mar

    Aos negros e negras desta nação-continente...

    E deste lado do Atlântico ouço o toar

    Dos tambores sagrados de Angola.

    Trazendo nas plagas de cada rufar

    A essência ancestral quilombola.

    E do ilê posso ver no olhar vasto,

    Daqueles que quase nunca são vistos,

    A imensidão da alma Malê, Nagô, Jêje e Banto.

    Que a história parece tomar por esquecidos...

    E este solo abençoado apresa as lágrimas do teu pranto,

    Como a herança do sofrimento e das dores do passado...

    Quando em luta plena se lançou, para nunca mais ser subjugado.

    E agora, a verdade plena ecoa livre em teu canto!

    Revelando uma nação tropical imersa em mágica,

    Pois além de América e Europa, tens na essência, muito de África.

    Estou muito feliz com a notícia,

    Postado por Dina Garcia em 26 julho 2015 às 19:50 0 Comentários

    o Olivro de poesias do qual fiz as ilustrações do escritor Journey Pereira dos Santos de Alagoinhas - Ba, ganha com um poema (Da Essência do Além-mar) do nosso livro Egún, faturou o 1º Lugar de um CONCURSO INTERNACIONAL (IX Concurso Literário Poesiarte)... Segue abaixo o link para maiores informações sobre o referido prêmio:

    http://concursopoesiarte.blogspot.com.br/…/resultado-final-…
    POEMA
    Da Essência do Além-mar

    Aos negros e negras desta nação-continente...

    E deste lado do Atlântico ouço o toar

    Dos tambores sagrados de Angola.

    Trazendo nas plagas de cada rufar

    A essência ancestral quilombola.

    E do ilê posso ver no olhar vasto,

    Daqueles que quase nunca são vistos,

    A imensidão da alma Malê, Nagô, Jêje e Banto.

    Que a história parece tomar por esquecidos...

    E este solo abençoado apresa as lágrimas do teu pranto,

    Como a herança do sofrimento e das dores do passado...

    Quando em luta plena se lançou, para nunca mais ser subjugado.

    E agora, a verdade plena ecoa livre em teu canto!

    Revelando uma nação tropical imersa em mágica,

    Pois além de América e Europa, tens na essência, muito de África.

    A poesia e seus momentos

    Postado por Josue Ramiro Ramalho em 26 julho 2015 às 14:24 0 Comentários

    Não podemos parar. A grande cartada é participar. O ano de 2015 chegou cheio de grandes eventos e quem está ativo não pode deixar a carruagem passar. Pois, enquanto os cães ladram a carruagem pede passagem. Mesmo com essa crise em que o Partido dos Trambiqueiros colocou o povo brasileiro, sempre haverá forma criativa desse povo guerreiro seguir adiante. Nada esta fácil, entretanto, não podemos baixar a cabeça. E vamos seguindo enquanto é preciso dar um basta nessa irresponsabilidade. Estamos feito trem descarrilado, completamente descontrolado e sem maquinista. Mas essa turma de irresponsáveis prosseguem mentindo e enganando o povo na maior cara de pau. Até quando os nossos ordeiros prosseguirão feito cordeiros? É preciso tomar as rédeas e sacudir essa orda para trás das masmorras para que paguem sua incompetência, irresponsabilidade e corrupção. Basta! Mas os eventos prosseguem. A vida não pode seguir sem poesia. A poesia é arte de abrandar almas inquietações. Então vamos versejar onde quer que a coisa aconteça. É preciso demonstrar ao povo que, independente das dificuldades, a poesia segue bailando a mente em busca de inspirações e novos horizontes. VIVA A POESIA! VIVA A ARTE POÉTICA!

    Fórum

    LUNÁTICO

    Iniciado por Rikardo Barretto 25 Maio. 0 Respostas

     Hoje ela apareceu luniformeCom o mesmo fascínio de sempre...Ela que encanta os corações enamorados,Inspiram os poetas, os loucos,Os desvairados e boêmios,E embalam as serenatasDos perdidamente…Continuar

    LUNÁTICO

    Iniciado por Rikardo Barretto 25 Maio. 0 Respostas

      …Continuar

    O QUE SABES DO AMOR?

    Iniciado por diney monteiro escafura willemen 7 Dez, 2014. 0 Respostas

    O QUE PODE DETER O AMOR?NEM A CEGUEIRA DO HOMEM,NEM A BELICOSIDADE DO MAL.O AMOR A TUDO VENCE, PORQUE ÉA VERDADEIRA NATUREZA DO MULTIVERSO.Continuar

    Tags: AMOR

    Rede social de escritores,artistas plásticos e músicos, para associar-se a Literarte entrem no site www.grupoliterarte.com.br

     
     
     

    Badge

    Carregando...

    © 2015   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

    Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço