Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

                                                                              Waldo Santos

O jovem acordou estava muito empolgado era o grande dia, o dia da grande festa, mal conseguiu dormir a noite era o grande baile de sua vida aquele dia ele não precisaria ir a igreja para assistir o culto sempre ao lado das mesmas pessoas ouvir os mesmos louvores tudo tão igual.

Ele queria algo diferente o dia passaria rápido até que chegasse a noite, seus pais não iriam por questão de princípios e ele estaria livre dos olhos corretivos e cristãos.

Ao sair de casa ainda na porta de casa as recomendações dos pais mas  em seu coração ele não iria fazer nada daquilo aquela era a sua grande chance de fazer tudo que seus colegas do colégio faziam, pegar garotas, ficar, beijar  e curtir a vida ser um “vidaloka” em fim!!! Enquanto os pais falavam ele ensurdecidos com seus próprios pensamentos e desejos não ouviu nada dos princípios e recomendações dos pais.

Logo no caminho da balada uma carona inesperada os caras que nunca haviam falado com ele vieram lhe oferecer carona que coincidência enfim ele estava se enturmando deixando de ser um extranho jovem crente disse um deles rindo, o irmãozinho vai curtir na balada!!!

Logo na entrada muita fumaça e luzes e uns caras fazendo pirofagia empolgavam todos na entrada da balada, meninas lindas e de roupas curtas chamavam a atenção do jovem adolescente aquilo sim é viver ele se sentia no Paraíso pensou ele.

Então o segurança da festa veio a seu encontro e lhe disse o que voce esta fazendo aqui? Você me conhece? Perguntou o jovem

 Ele respondeu : Desde que você nasceu falou isso com um riso estranho nos lábios

Dito isso a fumaça e outros atrativos lhe tiraram  o foco da conversa também não valia a pena deveria ser um daqueles chatos amigos de seu pai que estaria alí pra trabalhar pensou ele.

Ainda na fila, a igreja do outro lado da rua entoa um dos muitos louvores e aquele louvor toca tao alto em seus ouvidos que ele não entende afinal ele esta próximo da entrada da balada e o som é muito mais alto e não abafa o som dos louvores.

Uma mulher de cabelos longos chegou a seu lado olhou em seus olhos a escolha é sua te foram apresentados o certo e o errado, a salvação e a condenação eterna qual o caminho a seguir, ele furioso segurou no pulso da mulher e com força e fúria se desvencilhou dela enquanto a fila andava em direção da entrada.

Já dentro da festa agora sim a curiosidade seria apenas um detalhe insignificante, mulheres seminuas desfilavam a sua frente, agarravam sem lhe conhecer, ofereciam bebidas, e todos eram como se fossem amigos, velhos amigos cumplices da vida toda.

A balada seguia como ele nunca tinha visto, só de ouvir falar e aquilo era bom demais, a bebedeira corria solta e todos felizes aquilo sim era viver pensava ele empolgado quase sempre repetia a frase.

Então chamaram-no no centro do palco numa brincadeira pra entreter ele não queria ir mas o mesmo cara que disse que lhe conhecia desde que nasceu disse é você mesmo venha aqui e um refletor de luz ficou sobre ele naquele momento ele não tinha como recuar, ele foi levado pela galera que o deixou no palco.

E o homem disse quero apenas lhe fazer uma pergunta:

O que de mais estranho voce ouviu aqui hoje aqui?

O Jovem disse além de você que eu nunca vi e diz que me conhece desde que nasci, uma musica que estou ouvindo ate mesmo aqui com toda essa barulheira.

O homem disse que musica:

_Cante!

“Segura na mão de Deus, segura na mão de Deus
               Pois ela, ela te sustentará
               Não temas segue adiante e não olhes para atrás
               Segura na mão de Deus e vai”

Naquele momento as luzes viraram umas labaredas incandescentes, o calor insuportável e as meninas seminuas desfilavam endiabradas pelas chamas ardentes, o cara que fazia pirofagia era um demônio que cuspia fogo e aquele que disse que  lhe conhecia desde que nasceu, era o próprio satanás.

Em fração de segundos o som do louvor foi se tornando cada vez mais forte e a mulher de cabelos longos ficou no centro do fogo lhe estendeu a mão e o tirou daquele lugar.

Aquele era o grande dia ele quase não conseguiu dormir de tanta empolgação a roupa estava pronta, ele se vestiu e como se nada tivesse acontecido ele ficou a espera dos pais que já iam começar com as recomendações.

Ele os interrompeu dizendo vamos a Igreja, não irei para a festa!

eu sei onde a balada ira me levar, agora quero descobrir o verdadeiro caminho que me levara a salvação.

Ao entrarem na igreja, alguém inicia o louvor:

 “Segura na mão de Deus, segura na mão de Deus
               Pois ela, ela te sustentará
              Não temas segue adiante e não olhes para atrás
              Segura na mão de Deus e vai”

Naquele momento o jovem reconhece a irmã que estava naquele sonho.

Ele segura forte nas mãos de seus pais e daquele dia ele se Prostrou aos pés do Senhor e Agradeceu por sua vida nos caminhos do Senhor Jesus.

Exibições: 10

Anexos

Responder esta

© 2017   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço