Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

JÁDI RAMALHO FERREIRA
  • Feminino
  • Rio de Janeiro
  • Brasil
Compartilhar

Presentes recebidos

Presente

JÁDI RAMALHO FERREIRA ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Bem-vindo(a), JÁDI RAMALHO

Últimas atividades

Antonio Cabral Filho comentou a postagem no blog Meu poema Sonhos de JÁDI RAMALHO FERREIRA
"Jádi, bela prosa poética !"
27 Jul
Posts no blog por JÁDI RAMALHO FERREIRA

Meu poema Sonhos

Sua voz, soa em meus ouvidos como uma revoada de pássaros. Meu coração dispara , meu rosto formoseia. todo meu corpo desperta do sono e tremo no prazer das suas palavras. Um suor com perfume de lavanda expiro. Entro em devaneios só com o seu olhar.  Meu doce apaixonado homem, educado e puro, quase um menino.  Chego ao auge do prazer, quando escuto te amo com sua voz incompressível de um sotaque pouco familiar, subo nas nuvens e entro em transe.  Estou enfeitiçada de amor. Vou correr no seu…Ver mais...
23 Jul
JÁDI RAMALHO FERREIRA atualizaram seus perfis
23 Jul
JÁDI RAMALHO FERREIRA postou uma foto
25 Jun
JÁDI RAMALHO FERREIRA postou fotos
6 Jun, 2016
JÁDI RAMALHO FERREIRA compartilhou o post do blog de Wagner Dias de Souza em Facebook
6 Jun, 2016
Posts no blog por JÁDI RAMALHO FERREIRA

Amor

Se eu pudesse falar de amor, diria eu amo. Falaria de um mundo diferente onde as pessoas sorriem com vontade e se dão sem receios. Pegaria um bonde pendurado, com as pernas trêmulas e os braços abertos andaria nos trilhos da vida sem rumo.  Aportaria em um jardim florido e perfumado. Com as duas mãos, entregaria flores sem saber a…Ver mais...
5 Jun, 2016
JÁDI RAMALHO FERREIRA é agora um membro de Associação Internacional de Escritores e Artistas
5 Jun, 2016

ÊXTASES

O sono, se foi sorrateiro. Meus pensamentos elaboram loucuras. Seu corpo despido de tudo, me escandaliza e me desnorteia.
Estou rodando, como a dança na saia da moça bonita. Em delírios me encontro. Meus pensamentos, se desprendem da razão e me levam para as loucuras das quatro paredes.
Meu menino, meu homem, desejado e lindo. Seu corpo moreno e brejeiro me deixa em êxtases. Seus carinhos e seu olhar me querendo, me despem da minha tola timidez e me transforma, em uma felina desvairada.
Fico à mercê de seus encantos e te devoro. Deixo de ser a presa e viro a predadora. Você se deixa levar pelas loucuras dos meus desejos.
Eu te acaricio e te afago, te faço gemer nos beijos da minha boca, que sem pudor deslizam pelo seu corpo.
Sussurro, em seus ouvidos minhas fantasias, escondidas na vergonha da minha libido. E viajamos em um oceano de prazeres.
Me transformo, minha candura se vai e abre passagem para a malícia das minhas vontades.
Assim, te enlouqueço com os carinhos que te ofereço. Nossos gemidos, se transformam em gritos cheio de desejos. Te faço amado e querido, como nunca se sentiu e se entrega sem tabus.
Quer tudo de mim, eu quero tudo de você. Sem preconceitos, me dou e sem receios, te encontro e fazemos um amor sem igual, envenenado e louco.
És tudo que eu quero, sei também, que sou a maior de suas vontades. E assim, nos realizamos e saciamos nossos corpos... Quando no leito nos amamos, nos tornamos um...Jádi RamalhoA imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

Fotos de JÁDI RAMALHO FERREIRA

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Blog de JÁDI RAMALHO FERREIRA

Meu poema Sonhos

Postado em 23 julho 2017 às 2:43 1 Comentar

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

Sua voz, soa em meus ouvidos como uma revoada de pássaros. Meu coração dispara , meu rosto formoseia. todo meu corpo desperta do sono e tremo no prazer das suas palavras.

Um suor com perfume de lavanda expiro. Entro em devaneios só com o seu olhar. 

Meu doce apaixonado homem, educado e puro, quase um menino. 

Chego ao auge do prazer, quando escuto te amo com sua voz incompressível de um sotaque pouco familiar, subo…

Continuar

Amor

Postado em 5 junho 2016 às 17:58 0 Comentários



Se eu pudesse falar de amor, diria eu amo. Falaria de um mundo diferente onde as pessoas sorriem com vontade e se dão sem receios.

Pegaria um bonde pendurado, com as pernas trêmulas e os braços abertos andaria nos trilhos da vida sem rumo. …

Continuar

Caixa de Recados

Você precisa ser um membro de Associação Internacional de Escritores e Artistas para adicionar comentários!

Entrar em Associação Internacional de Escritores e Artistas

  • Sem comentários por enquanto!
 
 
 

© 2017   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço