Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

Blog de Daniel Cordeiro Costa (341)

DO PREFÁCIO - LIVRO BRASIL - O SORRISO DE DEUS

PREFÁCIO

 

A história só se escreve com palavras depois

que se desenvolve como realidade.”
Florestan Fernandes – sociólogo, ensaísta brasileiro
A lusofonia é a plataforma que…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 26 junho 2017 às 10:00 — Sem comentários

POEMA AMOR ONOMATOPEICO

AMOR ONOMATOPEICO
 
Amor onomatopeico,
Devoção, fingida evocação,
Onomatopeia será pragmática(o)
O amor é, ao Senhor, oração,
Arco, gravador, voltaico
Luz de redenção,
Amor onomatopeico,
 Figurativo, de…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 25 junho 2017 às 14:53 — Sem comentários

POEMA PATAMAR DO TALENTO

PATAMAR DO TALENTO
Patamar do talento,
Vontade de executar diferente,
Talentosa força de alento
Dueto vivaz, conferente,
Apadrinhando o acontecimento,
Transformando-o numa torrente,
Patamar do…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 22 junho 2017 às 11:20 — Sem comentários

POSFÁCIO

POSFÁCIO
 
Recebi, com imensa alegria, a responsabilidade de dizer alguma coisa, dentro das minhas limitações culturais e conhecimentos de história sobre o livro bem escrito e até romântico em certos momentos, do amigo escritor e poeta Daniel Costa: Brasil - O Sorriso de Deus.
Há tempo que o Daniel Costa falava do desejo e vontade que era escrever sobre a história que liga Portugal ao Brasil. Em boa parte fui testemunha da história…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 21 junho 2017 às 13:10 — Sem comentários

POEMA PEDROGÃO GRANDE

PEDROGÃO GRANDE
Pedrogão Grande
Beleza, dando tragédia,
Fica então onde?
Podemos ver em enciclopédia,
Nas maravilhas que Portugal suspende,
No distrito de Leira, trovoada seca, sandia
Pedrogão Grande…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 20 junho 2017 às 14:53 — Sem comentários

POEMA O AMOR ANDA NO AR, EM FESTA

O AMOR ANDA NO AR, EM FESTA
O amor anda no ar, em festa,
Festa de amor e vida,
Continuando sua seresta,
 Comummente sentida,
Padrões de abundante giesta,
Amorosa e faiscante, arremetida
O amor anda no ar, em…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 17 junho 2017 às 15:07 — Sem comentários

PEDRA DO INGÁ

PEDRA DO INGÁ
 
Pedra do Ingá é um monumento arqueológico, que também se identifica por “Itacoatiara”, constituído por rochas, com inscrições rupestres, localizado no estado brasileiro da Paraíba, junto da cidade do Ingá.
O termo vem da língua tupi: itá (pedra) e kuatiara (riscada ou pintada). Reza a tradição, quando os índios potiguaras, que habitavam a região, indagados pelos colonizadores, sobre o significado dos sinais inscritos…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 16 junho 2017 às 18:06 — Sem comentários

POETA E O AMOR PLATÓNICO

POETA E O AMOR PLATÓNICO
O poeta e o amor platónico,
Platonismo, a verdade do poeta,
Do poeta romântico, harmónico,
Sua conduta de segurar a luneta,
Verso lírico, acróstico,
Como se fosse pin em camiseta
Poeta e o amor platónico,
Sonho louco (?), de historieta,
Alto mar, mundo babilónico,
Mundo empírico de…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 13 junho 2017 às 16:48 — Sem comentários

POEMA JOHANNES GUTENBERG

JOHANNES GUTENBERG
Johannes Gutenberg
Sua divina arte de impressão,
Bem podia ter nascido em Nuremberg,
Também se situa na Alemanha, concessão,
Mogúncia, que transformou em iceberg
O poeta-cronista baseou nessa arte, a sua missão,…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 8 junho 2017 às 15:26 — Sem comentários

POEMA SOL DE ANIVERSÁRIO

SOL DE ANIVERSÁRIO
 
Sol de aniversário
Luar transversal à galáxia
Do bairro emissário,
Felicidade na ortodoxia
Florido anuário
Flor de heterodoxia
Sol de aniversário,
Luar transversal à galáxia
Gozoso arenário
Brilho de afrodisia
Frescura de balneário
Amor…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 4 junho 2017 às 10:02 — Sem comentários

POEMA A ESTRELA DO TEU OLHAR

A ESTRELA DO TEU OLHAR
A estrela do teu olhar,
Olhar terno de alvura,
Desejo a desfolhar
Alteza de gravura,
Rolinha a arrolhar,
Passadeira de brancura
A estrela do teu olhar,
Do céu arquitectura
Brilho a compartilhar,
Ternura de escultura
Brilho a maravilhar
Infinita…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 1 junho 2017 às 17:12 — Sem comentários

POEMA APRENDENDO A SER NOVO

APRENDENDO A SER NOVO
 
Aprendendo a ser novo
É a minha orientação
Bem me podem Chamar coevo!...
Fico tranquilo na estação,
Medito e com poesia trovo…
Tentando a prestidigitação,
De ser repetidas vezes vovô
Olhando o amor; plantação,
Aprendendo a ser novo,
Desejada…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 30 maio 2017 às 16:58 — Sem comentários

FORTE DE SANTA CATARINA DO CABEDELO

FORTE DE SANTA CATARINA DE CABEDELO
 
Primitivamente construída em taipa, a estrutura foi arrasada durante a governação de André de Albuquerque, por um ataque combinado, em 1591, de corsários franceses e indígenas.
Reconstruído a partir do ano seguinte, em alvenaria. Foi concluído em 1597 com a invocação de Santa Catarina de Alexandria, padroeira da capela do forte, e como homenagem a Dona Catarina de Portugal, Duquesa de…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 26 maio 2017 às 17:30 — Sem comentários

POEMA FLOR A JUSANTE

FLOR A JUSANTE
 
Flor a jusante
Brilho que seduz
Margem repousante
Que a flor traduz
Brilho frisante
Angélica luz
Flor a jusante
Amor poético traduz
Potro galopante
Lisura que reluz
Paisagem frisante
Rigor que introduz
Flor a…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 26 maio 2017 às 7:02 — Sem comentários

POEMA AMO A PRINCESA

AMO A PRINCESA
 
Amo a princesa
Ela, diva, não suspeitará
Saberá de surpresa,
No meu coração reinará,
Aveludada como framboesa
Arrebata e arrebatará!
Amo a princesa,
Por ela o coração pulsará.
Infinitamente; tenho a certeza,
Paixão insensata, será?
Ela já nasceu…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 22 maio 2017 às 16:51 — Sem comentários

amo a alteza

Foto de Daniel Cordeiro Costa.

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 22 maio 2017 às 16:47 — Sem comentários

POEMA JORNALEIRO E JORNALISTA

JORNALEIRO E JORNALISTA
 
Jornaleiro e jornalista…
Porque não escritor?
Se poeta aparece na lista!
Duzentos “explorei” no meu labor?
Duzentos patrões haja em vista!
Sempre afincado e com fervor,
Esperança é fé na pista,
Sempre compulsivo leitor!
Quereis saber meu pendor biblista -
- Onde…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 19 maio 2017 às 16:44 — Sem comentários

POEMA ANJO ILUMINISTA

 
ANJO ILUMINISTA
  
Anjo iluminista
Altruísta da tolerância,
Tolerância de artista,
Ainda que à distância
Forma de colunista
Doce fragrância
Anjo iluminista
Sentida ressonância
Jeito de filigranista
Humildade em abundância
Criatividade…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 16 maio 2017 às 8:44 — Sem comentários

POEMA ANJO ILUMINISTA

 
ANJO ILUMINISTA
  
Anjo iluminista
Altruísta da tolerância,
Tolerância de artista,
Ainda que à distância
Forma de colunista
Doce fragrância
Anjo iluminista
Sentida ressonância
Jeito de filigranista
Humildade em abundância
Criatividade…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 16 maio 2017 às 8:43 — Sem comentários

POEMA ANJO ILUMINISTA

ANJO ILUMINISTA
  
Anjo iluminista
Altruísta da tolerância,
Tolerância de artista,
Ainda que à distância
Forma de colunista
Doce fragrância
Anjo iluminista
Sentida ressonância
Jeito de filigranista
Humildade em abundância
Criatividade…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 16 maio 2017 às 8:41 — Sem comentários

© 2017   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço