Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

Blog de Daniel Cordeiro Costa (389)

POEMA O GRANDE PONTO

O GRANDE PONTO
O grande ponto
Rocha de Oliveira
De bigode em contraponto
Entrava se sorriso, à maneira
Zincogravuras o argumento
Da sua encomenda sorrateira
O grande ponto
Dormia ali a…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 13 outubro 2017 às 17:48 — Sem comentários

POEMA BRUMAS DA MEMÓRIA

BRUMAS DA MEMÓRIA
Brumas da memória
Realizações presentes
Permanente história
Troféus reluzentes
Mediática alegoria
Ilustrando ambientes
Ilustração de magia
Memórias…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 11 outubro 2017 às 15:24 — Sem comentários

POEMA ANJO DAS FRAGAS

 
ANJO DAS FRAGAS
Anjo das fragas
Anjo da felicidade
Projectando bagas
Visando a afabilidade
Amores de magas
 Deusas de apostolicidade
Carinhosas…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 7 outubro 2017 às 16:52 — Sem comentários

POEMA SETE - MAIS - SETE

SETE – MAIS - SETE
Sete - mais - sete
Reencarnado a primeira vez
Dezassete após, como ariete
Remoçado, o freguês
Chega a década de manchete
Década de enorme lucidez
Sete – mais - sete…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 4 outubro 2017 às 7:11 — Sem comentários

POEMA MULHER CORAÇÃO

MULHER CORAÇÃO
Mulher coração
Flor de doçura
Estribilho de canção
Oração de ternura
Corda de vibração
Eco de frescura
Motivo de palpitação
Desvelo de aura…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 30 setembro 2017 às 17:43 — Sem comentários

POEMA QUANTO CUSTA A SAUDADE?

QUANTO CUSTA A SAUDADE?
Quanto custa a saudade?
Sentimento bem português
Clamor de imortalidade
 Choradinho do fado, igualha de burguês
Balbucio de afabilidade
Com gemidos e ais a persegues
Quanto custa a…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 28 setembro 2017 às 12:39 — Sem comentários

HUMOR

RELAÇÃO ENTRE ADVOGADO E ESPOSA
 
Um certo ADVOGADO, especialista, não queria saber de outra função que

não fosse a sua especialidade.

Um dia em casa sua esposa reclamou: - Querido, o ferro não esquenta.

De uma olhada, por favor...

- Querida, eu não sou electricista.

- Querida, acorda! Eu não sou encanador.

Na segunda-feira seguinte:

- Querido, a torradeira esta pegando fogo!

- Querida, vê se acorda! Eu não sou…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 26 setembro 2017 às 12:05 — Sem comentários

POEMA PAULA OLIM

PAULA OLIM

 

Paula Olim

De leão signo

Mulher… canteiro de jardim

Íntimo fidedigno

Sensibilidade de flor carmim

Exprimindo alegria de viver… benigno

Centelha de calor… assim

Da época de Verão desígnio

Paula Olim

 Nome luminoso,…

Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 25 setembro 2017 às 13:13 — Sem comentários

Paula Olim

Foto de Daniel Cordeiro Costa.

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 25 setembro 2017 às 13:11 — Sem comentários

ROSS PYNN E A FEIRA DA BAGAGEIRA

ROSS PYNN E A FEIRA DA BAGAGEIRA
 
Precisamente, hoje 24 de Setembro de 2017, está a ocorrer a designada FEIRA DA BAGAGEIRA, de artigos usados, que tem lugar aqui na freguesia de Benfica, onde moro. Da Bagageira, porque a banca é o porta bagagens do carro.
Escusado será dizer que a fui observar.
Havia bastantes livros e a minha atenção centrava-se em livros da História do Brasil, porém nada da matéria vi e…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 24 setembro 2017 às 16:49 — Sem comentários

POEMA MERIDIANO DO AMOR

MERIDIANO DO AMOR
Meridiano do amor
Do céu escolhi a estrela
Olho para ela com ardor
Olho-a como aguarela
De brilho encantador
De encantada Cinderela
Meridiano do amor
Saborosa macieza…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 23 setembro 2017 às 6:50 — Sem comentários

POEMA ANJO DELICADO

ANJO DELICADO

Anjo delicado

Passadeira aveludada

Bordada a prateado

Eternidade sagrada

Reluzente pontificado

Bastão de jornada

Anjo delicado

Sorriso de fada

Levemente amendoado

Veste doirada

Pela humanidade apaixonado

Serenidade gravada

Anjo delicado

Missão programada

Teor apurpurado

De coros rodeada

Terno bailado

Bondade declarada

Anjo delicado…

Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 20 setembro 2017 às 13:51 — Sem comentários

Poema Anjo Delicado

Foto de Daniel Cordeiro Costa.

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 20 setembro 2017 às 13:47 — Sem comentários

POEMA A ÚLTIMA ENGUIA

A ÚLTIMA ENGUIA
A última enguia
A conhecer o cabaço
Eça da exéquia
Fim reprodutivo baço
Poço de pequena fasquia
Reprodução no espaço
Verdadeira relíquia
Na courela do…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 18 setembro 2017 às 14:41 — Sem comentários

POEMA AS TRÊS GRAÇAS

AS TRÊS GRAÇAS
As três graças
Adoptadas pela mitologia
Da literatura peitaças
Da filosofia axiologia
Ética de pintores… suas praças
Douradas escatologias
Gregas senhoraças
Deusas da iconologia
As Três Graças
Do antigo grego lexicografia
Cárites linhaças
Tália, a das flores,…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 16 setembro 2017 às 9:57 — Sem comentários

POEMA FERNANDO PESSOA - PRÍNCIPE DOS POETAS

FERNANDO PESSOA - PRÍNCIPE DOS POETAS
Fernando Pessoa – príncipe dos poetas
Prosador e pensador periodísta
Genialidade em linhas indirectas
Prosa em revista, já tornada biblista
Comércio e Contabilidade, como baquetas
Ao cunhado, Francisco Caetano Dias, altruísta
Desde 1926, em seis números, cadernetas
1968, pela primeira vez, à vista, houve…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 13 setembro 2017 às 14:15 — Sem comentários

AGRICULTURA, OU AGRONEGÓCIO, VOCAÇÃO DO BRASIL

AGRICULTURA, OU AGRONEGÓCIO, VOCAÇÃO DO BRASIL
No princípio toda a economia do espaço, que se havia de alargar, aodar–se início à colonização do Brasil, foi baseada no que hoje podemos de chamar de agronegócio.
Sabendo-se que, este representa hoje, 23% do PIB – Produto Interno Bruto do Brasil, segundo o IBGE - Instituto do Brasil de Geografia e Estatística, tudo faz encaminhar os destinos económicos nesse sentido.
Convém realçar que…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 12 setembro 2017 às 14:00 — Sem comentários

POEMA O ACASO É O DEUS DOS LOUCOS

O ACASO É O DEUS DOS LOUCOS
O acaso é o deus dos loucos
Valha o apóstolo S. Mateus
Neste mundo não há poucos
Pensemos como os macabeus
Gritemos do fundo dos caboucos
Risquemos da lista os fariseus
O acaso é o deus dos…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 10 setembro 2017 às 18:20 — Sem comentários

POEMA NEBLINAS DAS EPELIPSIAS

NEBLINAS DAS EPILEPSIAS
Neblinas das epilepsias
Paciências beneditinas
Infinitos desejos de pregar noutras freguesias
Só ai…  se poderia adregar graças divinas
Noutros púlpitos, sem analgias
Valham as hemoglobinas…
Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 5 setembro 2017 às 15:39 — Sem comentários

POEMA PROCURANDO SAPIÊNCIA

PROCURANDO SAPIÊNCIA

 

Procurando sapiência

Sofrendo por ausência

 Senti-la sem abstinência

Pureza de advertência

Procure-se como ciência

Faça-se dela confidência

Voto de congruência

Coerência de consciência

Refúgio de conveniência…

Continuar

Adicionado por Daniel Cordeiro Costa em 3 setembro 2017 às 7:17 — Sem comentários

© 2017   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço