Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

O INÉDITO SEMPRE SERÁ NOTICIA

Novo conceito de poesia:

- Milhares de escritores, em Portugal, editam livros, mas de poesia histórica, só fica a haver o livro: SENHORA DO MAR, de Daniel Costa, jornaleiro (de jorna), jornalista, escritor…

Preço capa: Portugal. 11.00 €uros

                           Brasil: 44 Reais

SENHORA DO MAR, a obra estará sempre disponível em qualquer livraria, quer no comércio tradicional, quer nas grandes cadeias como, Bertrand, Fnac, Wook, etc.  Também em distribuição no Brasil.

Pedidos também: dan.costa@zonmail.pt

Editora – CHIADO

Poema do livro:

MAR DA PRAIA DE DEL’REY

 

Sempre sorrirei

Ter nascido e vivido num monte

Mar da Praia de Del’Rey

Sempre via a Serra no horizonte

De antigas glórias, hoje sei

Do meu quintal, defronte

Observava a mansão da Serra Del’Rei,

A mansão amuralhada como diamante

Senhora do Mar; sabes da grei?

Da figura que foi linda mulher amante?

Do príncipe D. Pedro que viria a ser Rei

Antecedeu-o seu pai D. Afonso IV, dele discordante

Mar da Praia de Del’Rey

Praia rodeada de bons coutos de caça; adjacente

Eu próprio vislumbrei!

Senhora do Mar; tudo muito convincente

  1. Inês de Castro em jeito de astro rei

A heroína do amor, em Portugal, abarcante

Quantas histórias marcam a Serra? Contar, jamais saberei!

Desde a prebenda, vivificante

De D. Afonso da primeira dinastia, nosso rei

Da pouco citada, ali a vida real itinerante,

De D. Inês de Castro, que morou na Serra de Del’Rei

Século XIII, quando Gualdim País a tornara mareante

Figurou sempre na história, da Quinta das Lágrimas, estudei:

- O seu martírio, do amor marcante!

Depois de morta, tornada rainha, pelo que seu amante aclamado rei!

Rainha póstuma, cuja história ficou vivificante!

Nas suas sepulturas, ver desejarei!

No dia do Juízo final, se erguerão, bis-à-bis atuante

Do mais famoso amor de Portugal, depois de séculos, meu Frei!

Do Mosteiro de Alcobaça, governante!

Da cidade de Peniche - Serra, de El’Rei!

Em tudo diferente: Mar da Praia de Del’Rey!

Porém algo menos conhecido dos amores de Pedro e Inês, revelei! 

 

Daniel Costa

 

Exibições: 17

Comentar

Você precisa ser um membro de Associação Internacional de Escritores e Artistas para adicionar comentários!

Entrar em Associação Internacional de Escritores e Artistas

© 2018   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço