Esta é uma rede social de escritores,artistas plásticos  e músicos, para associar-se a Literarte - Associação Internacional de escritores e artistas, entrem no site www.grupoliterarte.com.br e conheça todas as vantagens em ser um associado!

 

 

O PODER DOS SONHOS

Os sonhos nascem, do inconsciente, dos desejos.

Portanto devemos ter sempre mente positiva, nada de pessimismo porque, sendo assim, o que se sonha pode acontecer.

Então porque não ter sempre mente optimista?

Isto porque a nossa vida, acaba sempre no desejo, ainda que inconsciente, pelo menos, no caso de mente de negativa, de cumprir o sonho, tal como o sonhar pressagiou.

É normal que, certos sonhos também sejam avisos, ou premonições; sempre o subconsciente está presente!

Haverá também, algo de QI – Coeficiente de Inteligência que, por natureza o positivismo, como o negativismo, tem a ver com este.

Vem isto a propósito de um lance, ocorrido comigo em 1967, já relatado num dos livros de que sou autor: LISBOA CAFÉ.

Era eu ao tempo coordenador, das entradas e saídas, das encomendas das gravuras (foto zincos) na Fotogravura União.

Em determinado dia, o Presidente, de um laboratório de medicamentos, apareceu e pediu para falar com o Gerente, seu amigo pessoal, o que aconteceu.

No fim, sacou dum original, e solicitou que do mesmo se fizesse uma gravura, para ilustrar uma caixa de medicamentos, posto o que foi solicitada minha presença.

Recomendou cuidado com o original, por ser único.

Ora era sabido que um original, por muito reles, que parecesse, teria sempre de ser tratado ali como algo de importante. Nessa condição, por bastante movimento, esse fragmento de papel (o original) foi guardado num cacifo destinado aos pendentes:

- Aconteceu, aquele nunca mais ser visto, o que levou o assunto a ter ficado esquecido.

Até que, num sonho, o assunto passou, como em filme.

Foi um sonho de alerta, tendente, a no dia seguinte atentar bem no caso.

Claro que, jamais apareceu o original, o que, contra o que que já era rotina, pus o gerente a par do caso:

- Este disse:

- Contacta o meu amigo a dar conta do ocorrido, mas de modo que eu não sabia do caso, pois podia despedir-te.

Tudo deu certo; afinal arranjava-se novo original… Podia mandar buscar!...

Um sonho bem real!...

Daniel Costa

Exibições: 5

Comentar

Você precisa ser um membro de Associação Internacional de Escritores e Artistas para adicionar comentários!

Entrar em Associação Internacional de Escritores e Artistas

© 2018   Criado por Izabelle Valladares.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço